REFLEXÃO 11 - Alargando os horizontes

Autor: Pablo de Salamanca

Obra: Percepções (download gratuito aqui no Harmonianet)

Escrito em 30 de julho de 2009.

Estreita é a visão daquele que mantém apegos. Agarra-se à rocha, que já rola pela montanha. Mantém-se no alto da árvore, mal sustentada por raízes apodrecidas. Prefere afundar com o navio, embora já faça água.

Estreita é a visão daquele que, em busca de prazer fugidio, insiste em alimentar sensações. Não entende que a alma precisa de alimento verdadeiro, enquanto tenta saciá-la apenas com comida. Não compreende que as sensações corpóreas são prazer fugaz, e que a alma grita por algo a mais. Pobre ser humano que se condiciona à animalidade, mantendo-se numa ignorante pobreza, reflexo da estreiteza de visão, com certeza.

Basta soltar as amarras do apego! Basta experimentar o novo, com espírito de inocência! Assim a limitada visão, dá lugar à abrangência. E com alento novo a insuflar as velas da alma, como nau que sai de baía magra, atinge, enfim, o grande mar...

 Clique aqui e deixe um comentário!


LIVRO DE VISITAS



VOLTAR PARA A PÁGINA ANTERIOR