RELATO 24 - FUNÇÕES REAIS DE EXU

Autor: Pablo de Salamanca

       

Segunda-feira! Dia de retornar ao trabalho material que nos sustenta, após um final de semana de descanso. Era um dia quente de abril de 2016 e eu estava no ônibus meio-cheio. Sentava numa cadeira solitária, próximo ao motorista. O ambiente não era propício, mas ali, naquele coletivo, em plena estrada, senti a presença do Sr. Sete Encruzilhadas. Ele apenas me passou que, mais tarde, à noite, viria transmitir uma mensagem.

Depois do trabalho, ao entrar em casa, ouvi sua característica gargalhada. Eu era médium desse Guardião há mais de 20 anos. Tomei um banho de ervas e coloquei-me à disposição. Não demorou e ele aproximou-se, passando-me o conteúdo a seguir.

Boa noite moço! Estou aqui, hoje, pra falar sobre funções verdadeiras de Exu. Estão fazendo muita “misturada” por aí e é sempre bom lembrar porque existe a Linha dos Exus. Não vou falar tudo, mas vou apontar coisas importantes.

Exu tem o seu “lado” protetor, que é quando o espírito cumpre a função de guardião. Ele guarda ou protege pessoas, onde elas moram e também terreiros de Umbanda. Só vou mostrar três exemplos disso.

Primeiro, quando o guardião protege uma pessoa é a função mais comum. Todos que merecem, tem um exu próximo, pelo menos nas principais horas do dia. Quando o indivíduo é médium e cumpre bem suas tarefas, tem proteção mais forte de exu.

No segundo caso, existem os guardiões dos lares, mesmo para aquelas famílias que não conhecem os fundamentos de Umbanda. Esses exus têm preparo especial para cumprir essa função, impedindo, quando necessário, que os quiumbas* morem na casa. O guardião que protege um lar não é o mesmo que, normalmente, baixa num terreiro para trabalhar com a mediunidade.

 Em terceiro lugar, tem os exus protetores dos terreiros de Umbanda. Geralmente eles ficam na porteira, impedindo entradas não autorizadas pela Lei.

Depois de ter falado um pouco sobre os guardiões protetores, agora vou lembrar que existem os exus de trabalho mediúnico. Esse é um outro “lado” de exu e o preparo de cada espírito, nesse campo, é bem diferente. Cada um tem sua especialidade. Existem os que desfazem a magia negra; outros que são conselheiros; outros que são bons para abrir os caminhos, encontrando oportunidades para os consulentes do terreiro; e vão longe os tipos... Exu tem muitas formas de agir e cada espírito dessa Linha tem uma ou mais habilidades de valor.

Mas, veja bem moço, escreve aí uma coisa bem importante: vou dizer o que exu não faz!

Exu não faz “amarração de amor”! O máximo que exu faz é aproximar as pessoas na Terra. E elas têm que se entender, usando a própria vontade, raciocínio e coração.

Exu não faz demanda! Quem faz demanda é o homem de carne e osso, movimentado pela sua ambição, vaidade ou desejo de vingança.

As entidades que dizem fazer “amarração de amor” ou “demanda” não são exus, mas sim quiumbas. O verdadeiro exu trabalha dentro da Lei e não se deixa levar pelos baixos sentimentos de seus médiuns. E tem mais! Exu nunca vai tirar um sofrimento do caminho do seu médium, se esse sofrimento vai fazer ele crescer e melhorar. O exu verdadeiro trabalha debaixo das forças e sabedoria dos orixás.

Assim, moço, me despeço. Meu recado já foi dado. Não é recado novo, mas é sempre bom lembrar ao povo da Terra! Quem quiser se entregar aos quiumbas, que se entregue! Mas depois, tem que ser forte para aguentar as consequências da Lei, porque tudo que vai, um dia volta!

Depois que o Sr. Sete Encruzilhadas se afastou, agradeci a sua presença. Sempre é bom lembrar que nós, enquanto encarnados, estamos sujeitos aos erros da nossa personalidade humana, ainda tão cheia de vaidades e egoísmos. Laroiê Exu! Exu é mojubá!

 

* Quiumbas são espíritos desequilibrados, também chamados de obsessores (nota do médium).

Clique aqui e deixe um comentário!


LIVRO DE VISITAS



VOLTAR PARA A PÁGINA ANTERIOR