RELATO 16 - ASSISTINDO A UM FILME

Autor: Gianna di Mello

13 de março de 2011

Estava deitada na sala com minhas duas filhas no tapete. Meu marido, Fred, estava sentado no sofá. Assistíamos a um filme, quando fiquei sonolenta. Observei que minhas meninas, gêmeas de um ano e quatro meses de idade, dormiam próximas a mim, no tapete. Continuei ali acompanhando o filme, embora tivesse sono, mantendo-me quieta. Notei que meu esposo havia saído rapidamente e voltou da cozinha com sua caneca verde, trazendo também biscoitos. Ele não me ofereceu o lanche, mas eu não o queria.

O filme se desenrolava até que, num dado momento, falei com o Fred. Ele não me respondeu. Estiquei o braço e chamei-o novamente. Ele nem pestanejou, continuando a assistir o filme. Fiquei tensa. Notei que estava fora do corpo, como já havia acontecido antes. Para mim, isto não era situação desejável. Ainda tenho medo dessas experiências, que, comigo, ocorrem espontaneamente.

Então, lembrei-me da orientação de um amigo, o Pablo, que havia me dito que era fácil voltar ao corpo, uma vez que estivesse lúcida no Astral. Ele havia me falado que bastava pensar no próprio corpo com intensidade. Foi o que fiz e deu certo! Ao retornar, olhei para o Fred, que continuava a comer biscoitos e, de fato, dispunha da caneca verde. Minhas crianças permaneciam dormindo. O filme continuava e eu sabia muito bem a história do mesmo. Pude continuar a assistir ao filme, sem problemas, pois, durante os momentos fora do corpo, não perdera nada.


COMENTÁRIOS EXPLICATIVOS

Embora a experiência tenha sido curta, ela é bastante interessante. Percebe-se que o grau de lucidez e a capacidade de rememoração foram muito bons no geral. É importante ressaltar, que esta viagem astral foge aos padrões normais de quando o projetor fica nas imediações do corpo material, pois, nesses casos, normalmente apresenta-se uma baixa lucidez. No entanto, isso não ocorreu com Gianna. E ela tendo permanecido numa dimensão imediata ao Mundo Físico, pôde acompanhar o desenrolar dos fatos que ocorriam com sua família e, inclusive, manter-se acompanhando o enredo do filme na televisão. Este tipo de projeção astral é desejada por muitos projetores, de maneira que eles possam ter uma comprovação pessoal da ocorrência da experiência fora do corpo. Assim, Gianna, mesmo não sendo muito afeita às viagens astrais, acabou por constatar a veracidade do fenômeno.

Clique aqui e deixe um comentário!


LIVRO DE VISITAS



VOLTAR PARA A PÁGINA ANTERIOR