METÁFORA 2 - CAMINHANTES

Autor: Pablo de Salamanca

07 de julho de 2009

Há muitas estradas na vida! O bom caminhante presta atenção na sua trilha. Concentra-se nela e faz o melhor. Pode até demorar, mas chega ao seu destino. Já o caminhante errante, anda por sua estrada, observando a dos outros. Quando menos se espera, já está seguindo passos estranhos a sua essência. Fica, então, confuso e cheio de incoerência. Na realidade não caminha, mas apenas perambula. Nesta senda, que lhe é obscura, não enxerga a sua meta, sentindo-se perdido. Somente após considerável cansaço, senta e medita, embora ainda aturdido. Percebe, enfim, que deve retornar à estrada original. Aquela que combina, em seu estágio atual, com a sua alma imortal. E afinal, retoma a sua jornada. Apesar de cansado, readquire a confiança que renova as suas energias. Este caminhante deixou de ser errante.


Obs.: metáfora retirada da obra "Percepções", disponível gratuitamente através de download, aqui neste site.


Clique aqui e deixe um comentário!


LIVRO DE VISITAS



VOLTAR PARA A PÁGINA ANTERIOR